“Rumo” de Mário Trovador, cantautor de Abril e da Liberdade, sem amos e sem patrão

“Mário, o “Trovador”, é um cançonetista prolífero, disfuncional, inventido, controverso, ultraromantico, irregular, destruidor de todas as normas e convenções, criador de belas melodias e textos simples e acutilantes na sua poética.
Pós-doutorado em músico de rua, animou centenas de festas, convívios, noites de bares, grandes palcos, etc, etc…”
Adufe Bar

com Joana Guerra, Miguel Iboleon,João Sousa, Hilário Martins, Antonio Duarte, Trovador Em Companhia em São Domingos de Rana, Cascais.