104º Programa – Entrevista a Capitão Fausto

PODCAST 104ºPrograma
[download]

ban

Chamam-se Capitão Fausto e lançaram o segundo LP “Pesar o Sol” (Sony 2014) três anos após “Gazela” (Chifre 2011).

Há um caminho claro de autor reflectido em ambos os trabalhos, e em “Maneiras Más”, “Pesar o Sol”, “Flores do Mal” – temas do novo álbum “Pesar o Sol” – há experimentação POP e psicadelismo mais amplos em relação ao primeiro álbum “Gazela”.

Tomás Wallenstein [Voz, Guitarra], Manuel Palha [Guitarra], Domingos Coimbra [Baixo], Francisco Ferreira [Teclados], Salvador Seabra [Bateria], apresentam-se enérgicos em palco e estão inseridos na POP nacional e europeia actuais.

Será uma entrevista de apresentação ao auditório do programa Arquitectura do Ruído e da rádio Zero.

Rádio Acto 1 – No Bartô do Chapitô, Quinta-feira, 6 de Fevereiro de 2014, pelas 23:00

cartaz_fboRádio-Acto é um formato de rádio ao vivo do programa Arquitectura do Ruído na Rádio Zero.
Acontece todas as primeiras quintas-feiras do mês no Bartô e conta com PPR na condução do serão.
O objectivo é conhecer, compreender e divulgar o trabalho dos convidados.
O público terá espaço para participar, comunicando directamente com os autores.

No primeiro acto os convidados são:

Makoto Yagyu
A par da actividade em vários projectos como If Lucy Fell, Riding Pânico e PAUS – e entre muitas colaborações – Makoto tem desenvolvido um trabalho intenso no Estudio BlackSheep onde desenvolve as actividades de Engenheiro de Som e Produtor.
Gravou bandas como The Vicious Five, Linda Martini, {F.E.V.E.R.}, Men Eater, Lobster, Adorno, Juba, Balão Dirigível, Twinchargers, Memoirs of a Secret Empire, O QUARTO FANTASMA, Equations, Quelle Dead Gazelle, Larkin, Matilha, Jibóia e Anarchicks.
É uma figura de relevo na cena musical independente – tem muitas horas de experiência em estúdio, palco e estrada – motivo pelo qual está referenciado para o programa como uma das pessoas chave para a compreensão do fenómeno musical de há 10 anos para cá em Portugal.
Saber o que tem Makoto gravado e experimentado, é saber o que se vai passar musicalmente num futuro próximo.
https://www.facebook.com/studiosblacksheep

Rui Carvalho [Filho da Mãe]
Tornou-se guitarrista exímio nos projectos I Had Plans e If Lucy Fell, e é com o projecto a solo – Filho da Mãe – que chega a um público mais heterogénio e vasto.
Na nossa opinião Rui Carvalho é o “O homem dos mil dedos” de hoje.
Humildade, firmeza, inteligência, emotividade e honestidade musicais, são características intrínsecas ao autor e plenamente praticadas na música que tece. Os concertos de Filho da Mãe são plenos de entrega, quase transe.
Conversar com Rui Carvalho é mergulhar num discurso cativante, pessoal e intransmissível, de quem não deve nada a ninguém, somente a si e aos seus companheiros musicais.
Falámos no Festival Rescaldo e no Milhões de Festa, do ano de 2013, e desejamos que partilhe o que tem sido esta fase da sua carreira com “Cabeça”.
https://www.facebook.com/umfilhodamae

Associação Terapêutica do Ruído
É um dos colectivos artísticos mais activos e criativos.
Representada por João Desmarques e Boris N. Martins, a ATR tem um currículo vasto na organização de festivais – Festival Terapêutico do Ruído, (Re-)Sonic Fest, Familiar Fest entre múltiplos mini-festivais – e concertos – recebem e acarinham projectos de todo o globo dos quais destacamos L’enfance rouge, Daikiri, Familea Miranda, Le Singe Blanc, Plasma Expander, Don Vito, Above The Tree[& E-Side] entre muitos mais.
Para além do interessantíssimo trabalho de produção e divulgação, João e Boris são artistas de renome no projecto dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS e activos em inúmeros projectos em que participam, nomeadamente Aye Aye, Catapulta e Kafunfo noSoundsystem.
A agenda da ATR é muito rica, pelo que em voz própria teremos a possibilidade de saber o que preparam estes magos da cultura independente para este ano.
http://terapiadoruido.wordpress.com/

94º Programa – Entrevista a Carlos Costa, headman do Sabotage Rock Club * Techno Widow LIVE [audio-apontamento] * PODCAST


[download]

Tsigoti – Systemic Sickness
Inmyths – Who Are You?
*****
Entrevista Carlos Costa do Sabotage
Apontamento do concerto de Techno Widow
*****
La Yegros – Viene de Mi
Chancha via Circuito – José Larralde – Quimey Neuquen
Rolando Bruno y su Orquesta MIDI
Camarada Nimoy – A fantástica bici de Hofmann
Jay Holy – 256 Greys
a-nimal – Falta d´ar
Soupcans – No Teeth
Voodoo Mule – I’m A Midnight Moler
Solar Corona – Corolla Plus 8
HHY & The Macumbas – Houmfort

88º Programa – Convidada especial Violeta Lisboa

A 88ª edição do programa conta com a convidada especial Violeta Lisboa [SOUNDCLOUD].

Portadora de uma cultura musical vasta, Violeta iniciou a sua carreira em finais de 90 associada à fundação da Soniculture e ao desenvolvimento da música electrónica em Lisboa. Continuou nos anos 2000 por Londres a passar som e a viver intensamente a vida juntamente com nomes como Monolake, Miss Kittin ou Michael Mayer em festivais entre eles o Boom Festival, Glade and Sonica.

Deu vida mais recentemente com os seus amigos às sessões no Ritz “ART:ATTACK.!..!“, dando seguimento ao modelo de espectáculo – onde a conhecemos pessoalmente – no QU.ART.ATTACK.!..! evento especialmente projectado para o Fontória Blues Caffe & Dinner em Lisboa no ano passado, sempre com convidados vários, entre muitos, Johnny Kadaver e Maria Joana Figueiredo, criando assim à autoria do programa um interesse intenso pela criatividade, imagem visual e tremenda e profunda voz.

A autora apresenta-se como Techno.Widow, o seu projecto em formato “máquinas e banda” que conta com a participação de Jonny Kadaver e Pedro Andrade dos Jesus K and the Sicksicksicks. Estará na festa do WERTHER EFFECT no LISBON & ESTORIL FILM FESTIVAL.

Violeta é uma peça fundamental no entendimente da história da música alternativa e subterrânea da cena europeia recente, particularmente em Portugal.

Teremos o micro disponível para Violeta que trará a sua playlist preparada para um programa onde ficaremos a conhecer o som que habita o seu imaginário!

Será bruto de bom!

PPR

72ª Edição – Entrevista a Tiago Sousa

O programa tem o prazer de anunciar a entrevista a Tiago Sousa, autor, músico, promotor e produtor, portador de uma já longa e interessantíssima carreira que o catapultou para o topo da lista de nomes imprescindíveis na compreensão do que é a actual cena independente europeia.

Integrante de diversos projectos, é neste último, em nome próprio, que atrai definitivamente a atenção do programa pela sublime composição, interpretação e exploração do instrumento piano, sem rede, de peito aberto, despertando sentimentos, sentidos e auto-reflexão.

É impossível separar o autor da sua faceta intelectual, deveras atenta, sustentada e sensível.
É autor de diversos textos em que verbaliza o seu pensamento interior, povoado de preocupações que vão desde questões de cariz social até à questão dos direitos de autor, passando pela política económica, pela coisa social por excelência.

Entrevista a um nome que o Arquitectura do Ruído respeita muito e reconhece como Grande.
A não perder dia 31 de Maio, às 19:00 na Rádio Zero.

Programa 68 – Entrevista aos The Glockenwise + Passatempo: oferta 2 CDs autografados

Programa 68 | Arquitectura do Ruído | arquitecturadoruido.com | radiozero.pt | 2013.05.03 by Paulo Piedade Rodrigues on Mixcloud

São um projecto de garagem, meio pop, meio lo-fi, cheio de energia e pujança. Chamam-se The Glockenwise, vêm de Barcelos e são: Nuno Rodrigues na voz, guitarra e teclas, Rafael Ferreira na guitarra, Rui Fiusa no baixo e Cristiano Veloso na bateria.
Trazem o novo álbum “Leeches” debaixo do braço e vêm ao Instituto Superior Técnico falar sobre ele ao vivo e em directo para o auditório da Rádio Zero.

Temos duas cópias do novo álbum “Leeches” para a banda autografar e oferecer a quem vier ao Instituto Superior Técnico Sexta-Feira a partir das 19:00 aos estúdios da Rádio Zero conhecer os artistas.
É no edifício da Associação de Estudantes mesmo ao fundo do bar.

Passámos já no programa sob a forma de ante-estreia o tema “Time to Go”, tema canal da actualidade social de uma geração que estes artistas representam.
Têm estrada e com este trabalho demonstram uma maturidade e segurança no estúdio de quem quer crescer e alargar o espectro de público para o seu trabalho, mantendo as características do projecto vivas. PPR

FB da Banda.

Ao vivo no Milhões de Festa:

Reviews: Ponto Alternativo e ZDB-José Marmeleira

Programa 66 – Entrevista aos Tiger Picnic, novo álbum de Glockenwise, Leeches e apresentação de Philophobia dos Ash is a Robot


Programa 66 | Arquitectura do Ruído | arquitecturadoruido.com | radiozero.pt | 2013.04.19 by Paulo Piedade Rodrigues on Mixcloud

Na 66ª edição do programa, traremos à antena os Tiger Picnic, projecto de Beatriz Rodrigues e Ricardo Ramos da Guarda, apresentamos em ante-estreia o novo álbum de Glockenwise e apresentaremos o tema “Philophobia” dos Ash is a Robot.
O percurso dos Tiger Picnic é algo desconhecido, pelo que na entrevista tentaremos traçar um esboço de quem são, de onde vêm e para que vêm, agora que armaram tenda em Lisboa. Nós já sabemos algumas respostas para estas questões, na medida em que os fomos ver ao Bartô e tivemos a felicidade de satisfazer alguma da nossa curiosidade numa conversa extremamente interessante e rica. Retemos deles a forte cultura musical e o percurso já longo, marcado pela variedade no que concerne a géneros musicais.
Teremos o prazer de fazer a ante-estreia no programa, rádio Zero e no planeta do novo álbum de Glockenwise que sairá oficialmente no dia 20 com o nome “Leeches”, onde temas como “Bad Weather”, “Super Villain” e “Time to Go”, entre outros, darão ainda mais projecção a este projecto essencial de Barcelos, bem como à cena pop-rock nacional. Preparem-se para comprar rápido o vosso exemplar, pois esgotará rápido.
Daremos foco aos Ash is a Robot que apresentam “Philophobia” – tema a sair brevemente no disco de estreia – uma das versões para a A música portuguesa a gostar dela própria / Super Bock Super Rock. Para quem ouviu a entrevista do projecto ao programa, na 65ª edição, este é a surpresa anunciada. Queremos mais, queremos o álbum!

65º Programa – Entrevista aos Ash is a Robot

Programa 65 | Arquitectura do Ruído | arquitecturadoruido.com | radiozero.pt | 2013.04.12 by Paulo Piedade Rodrigues on Mixcloud

Ash is a Robot é um projecto rock nascido em Setúbal e apresentado ao público em Setembro de 2012. São compostos por artistas bastante activos na cena rock independente: Cláudio Anibal (Beautiful Venom) voz, Francisco Caetano (Porn Sheep Hospital e Marte) guitarra, Renato Sousa (Monogono e Marte) guitarra, Bernardo Pereira (Ella Palmer, Wind Koala e Porn Sheep Hospital) baixo e Gonçalo Santos (Monogono e Marte) bateria.
O som de Ash is a Robot evidencia maturidade técnica na voz e nos instrumentos, bem como nas referências que surgem da audição do seu trabalho.
Contam com o vídeo e single “Karma Never Sleeps” que será alinhado no primeiro álbum e têm disponível no bandcamp os temas “Bowling the Doublecheese”, “Close Encounters… From Thirds Not Kind” e “Cellar Door” desde Outubro último.

62º Programa – Entrevista a MONOZID


MONOZID são uma banda de post-punk de Leipzig, composta por Franz no baixo, guitarra e voz, Max na bateria e Ralf na guitarra, baixo, efeitos e sintetizador.

Queremos saber qual tem sido o feedback do último álbum “a splinter for the pure”, qual é a linha criativa que coze os temas que neste trabalho são bastante diversos, como é a actividade de artista/músico independente em Leipzig e o ambiente onde MONOZID se ancora para produzir o som e o espectáculo que pudemos em Lisboa ter o prazer de assistir no Lounge, dia 5 de Janeiro, organizado pela ATR.

Esta entrevista é motivo de grande interesse para o programa na medida em que queremos perceber se existe um movimento post-punk na Europa, como o podemos definir e quais os protagonistas da cena em Leipzig, a par dos MONOZID.

PODCAST:

Programa 62 | Arquitectura do Ruído | arquitecturadoruido.com | radiozero.pt | 2013.03.22 by Paulo Piedade Rodrigues on Mixcloud