Primeiro dia em Barcelos, sons dos concertos de Putan Club e Iguanas

Aconteceu tudo ontem no Palco Taina do qual seleccionámos dois concertos para vos trazer o som: Iguanas e Putan Club.
Ali no Taina encontrámos o Fábio da Lovers, Makoto Yagyu de Riding Pânico, Tiago Martins de Surveillance que acompanha Sequin, a Carmo da Maleta, e muito mais malta. Já cá estamos todos!

Iguanas
Concerto com 1 tonelada de insólito e “cheira a cocó”: os músicos apresentaram-se em palco soltos e apoiados por um largo grupo de fãs.
Tivémos em palco Leonardo Bindilatti no computador em dança faz-daikiri-sensation, Lourenço Crespo na voz falsete-autoajuda e máquinas, e Maria na voz caliente e ofegação toráxica.
Foi bonito ver o público a dançar como pôde e sabia, em amor.

Iguanas ao vivo no Milhões de Festa 2014 [download]

Putan Club
Projecto de François R. Cambuzat de L’Enfance Rouge e Gianna Greco de Itália.
Espectáculo de narrativa noise, em que o ritmo em contratempo alternou com um andamento mais atmosférico. Cambuzat colocou-se em frente à mesa de som, recebendo o som do PA como se fosse a munição de palco, enquanto Greco se dispôs em frente ao palco, ambos cá em baixo no meio do público, agarrando uma rede de ruído que ora nos puxava para um lado ou para o outro do recinto.
Foi incrível a forma como os artistas combinaram a actuação, pois não se viam. Cambuzat pedia insistentemente para subir o som, com o seu jeito francês, fazendo um gesto circular e olhando para o chão, tipo, “não tás a ver que não há limite para o ruído?” – obviamente o som estava no prego.
Greco, compenetrada, ou até mesmo em transe, agitava o baixo como se de um ceptro de druída se tratasse.

Putan Club ao vivo no Milhões de Festa 2014 [download]

100º Programa dará lugar a EP

Em produção, o registo conta com a colaboração entre Negro – é o PPR [autor do programa] a tocar djambé na guitarra – e Hugo Almeida encarnando textos de William Blake e da sua autoria, testando a voz transmutada pelos seus pedais de tecnologia obscura.

O início foi árduo, montámos tudo no escritório da rádio enquanto esperávamos a gravação do Clítoris da Razão até às 19:00.
A partir daí foi transladar, ligar à ficha e gravar.

Completamente do zero, sem nunca antes os autores terem tocado juntos, o resultado seria sempre bizarro. A confiança veio do espírito da “jam session”, e como jam é jam, ainda por cima ao vivo e em directo, [como se pode imaginar] foi uma experiência bruta da broa.

Brevemente divulgaremos!
PPR

NEGRO+Hugo Almeida
Foto: Hugo Almeida

Hoje o programa estará no Bartô às 23:00 para o segundo Rádio-Acto

cartaz

No ambiente descontraído, peculiar e único do Bartô do Chapitô, a presente edição centra-se no conceito – que experimentamos – de rádio ao vivo, evocando sempre o espírito do Arquitectura do Ruído.

A primeira edição contou com uma mesa redonda composta por Makoto Yagyu, Rui Carvalho, João Marques e Boris Martins. Aí, de uma perspectiva de experiência individual, partimos para uma acesa partilha geral de experiências e pontos de vista diversos. Trocaram-se contactos e estimulou-se a criatividade.

Caminhamos no sentido da constante divulgação dos projectos que têm dado vida ao nosso espaço semanal na Rádio Zero todas as sextas às 19:00 e em directo.

A entrada é livre!

Rádio Acto 1 – No Bartô do Chapitô, Quinta-feira, 6 de Fevereiro de 2014, pelas 23:00

cartaz_fboRádio-Acto é um formato de rádio ao vivo do programa Arquitectura do Ruído na Rádio Zero.
Acontece todas as primeiras quintas-feiras do mês no Bartô e conta com PPR na condução do serão.
O objectivo é conhecer, compreender e divulgar o trabalho dos convidados.
O público terá espaço para participar, comunicando directamente com os autores.

No primeiro acto os convidados são:

Makoto Yagyu
A par da actividade em vários projectos como If Lucy Fell, Riding Pânico e PAUS – e entre muitas colaborações – Makoto tem desenvolvido um trabalho intenso no Estudio BlackSheep onde desenvolve as actividades de Engenheiro de Som e Produtor.
Gravou bandas como The Vicious Five, Linda Martini, {F.E.V.E.R.}, Men Eater, Lobster, Adorno, Juba, Balão Dirigível, Twinchargers, Memoirs of a Secret Empire, O QUARTO FANTASMA, Equations, Quelle Dead Gazelle, Larkin, Matilha, Jibóia e Anarchicks.
É uma figura de relevo na cena musical independente – tem muitas horas de experiência em estúdio, palco e estrada – motivo pelo qual está referenciado para o programa como uma das pessoas chave para a compreensão do fenómeno musical de há 10 anos para cá em Portugal.
Saber o que tem Makoto gravado e experimentado, é saber o que se vai passar musicalmente num futuro próximo.
https://www.facebook.com/studiosblacksheep

Rui Carvalho [Filho da Mãe]
Tornou-se guitarrista exímio nos projectos I Had Plans e If Lucy Fell, e é com o projecto a solo – Filho da Mãe – que chega a um público mais heterogénio e vasto.
Na nossa opinião Rui Carvalho é o “O homem dos mil dedos” de hoje.
Humildade, firmeza, inteligência, emotividade e honestidade musicais, são características intrínsecas ao autor e plenamente praticadas na música que tece. Os concertos de Filho da Mãe são plenos de entrega, quase transe.
Conversar com Rui Carvalho é mergulhar num discurso cativante, pessoal e intransmissível, de quem não deve nada a ninguém, somente a si e aos seus companheiros musicais.
Falámos no Festival Rescaldo e no Milhões de Festa, do ano de 2013, e desejamos que partilhe o que tem sido esta fase da sua carreira com “Cabeça”.
https://www.facebook.com/umfilhodamae

Associação Terapêutica do Ruído
É um dos colectivos artísticos mais activos e criativos.
Representada por João Desmarques e Boris N. Martins, a ATR tem um currículo vasto na organização de festivais – Festival Terapêutico do Ruído, (Re-)Sonic Fest, Familiar Fest entre múltiplos mini-festivais – e concertos – recebem e acarinham projectos de todo o globo dos quais destacamos L’enfance rouge, Daikiri, Familea Miranda, Le Singe Blanc, Plasma Expander, Don Vito, Above The Tree[& E-Side] entre muitos mais.
Para além do interessantíssimo trabalho de produção e divulgação, João e Boris são artistas de renome no projecto dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS e activos em inúmeros projectos em que participam, nomeadamente Aye Aye, Catapulta e Kafunfo noSoundsystem.
A agenda da ATR é muito rica, pelo que em voz própria teremos a possibilidade de saber o que preparam estes magos da cultura independente para este ano.
http://terapiadoruido.wordpress.com/