Junkers devia ir ao WE’RE LOUD FEST! para saber que o povo grego também se preocupa com ele

Junkers vem dizer que está preocupado com o povo grego, como se não nos lembrássemos do Luxemburgo Leaks.

Se formos tão pessimistas como Junkers, das suas palavras poderemos extrair um tom de ameaça.

Mas creio que não, acho que Claude tem consciência de se tratar de uma bancarrota que exporia o problema de investir numa Europa que expulsa países onde pode haver muito investimento externo injectado.

Imaginem o problema para os países de fora do continente, depois de tantos euros empatados em Portugal, verem isso tudo desvalorizado com a saída da Grécia.

Bem sei que o problema já estava criado com a entrada do FMI para polícia mau, e recebeu o apoio do antecessor, um Barroso português.

É tempo de acabar com este pica-miolos, reembolse-se através do BCE estes extremistas do FMI que jogam contra nós e contra si próprios e contra tudo e todos.
O perdão da dívida é pouco valor face aos perigos reputacionais de tudo o que virá de uma Grécia ofendida.

Sair do euro não é sair da Europa, há muito mais Europa que o euro, há muitas votações em que não é preciso ser da UE nem ter o euro.

Há uma Rússia que deseja alargar a sua área de influência e vender a sua energia. É tempo de resolvermos os problemas em casa antes que nos fujam da decisão.

Como tal, e porque curiosamente nunca me tinha sentido ao mesmo tempo grego, basco, mirandês, saxão, cigano, letão, rom, irlandês, etc, trago-vos das actividades ruidosas na Grécia, as da Slovenly Recordings e o seu WE’RE LOUD FEST!

 

Apanhem o avião, vão a pé ou de bicicleta, a velha é de tod@s e não tem que ver com moeda, a realidade é mais entusiasmante.

PPR